Beatriz Raposo de Medeiros

Atuação Profissional: 

Professora Doutora do Departamento de Lingüística da USP.

 
Formação Acadêmica: 

Fiz toda minha formação acadêmica no Instituto de Estudos da Linguagem na Universidade Estadual de Campinas. Assim, IEL e Unicamp são siglas cuja sonoridade vêm me acompanhando desde sempre: interessante reconhecer nos sons vocálicos da primeira sigla e na vogal nasal da segunda, ressonância com os dois focos do meu trabalho no interior da Lingüística: as vogais da fala e do canto e as vogais nasais faladas , sempre em português brasileiro, língua materna e também eleita como objeto de estudo.

Minha tese de doutorado defendida em agosto de 2002, cujo título é Descrição comparativa de aspectos fonético-acústicos selecionados da fala e do canto em português brasileiro investiga as vogais tônicas e as oclusivas surdas cantadas. Esta tese está resumida na revista Sínteses (2003), volume 8. Também, outro artigo importante sobre os estudos que são desdobramento da tese, está nos Anais do I Encontro Nacional de Cognição e Artes Musicais (2006).

Atualmente desenvolvo um estudo sobre as vogais nasais do português brasileiro, paralelamente aos estudos de fala e canto. As indagações em torno da nasalidade vocálica me levaram a realizar experimentos envolvendo desde a articulação das vogais nasais, suas características acústicas e aspectos perceptuais. Entendo a vogal nasal como um gesto complexo, reivindicando uma descrição mais adequada de sua realização, assim como uma representação mais elaborada, esta última recebendo um tratamento superior sob uma perspectiva dinâmica, como aquela proposta por Browman & Goldstein (1992). Para estes autores, fundadores da Fonologia Articulatória, o gesto é uma unidade fonológica contrastiva e tem uma realização física no tempo e no espaço que o faz se sobrepor mais ou menos a outros gestos.

Contato: 

Endereço acadêmico
Av. Professor Luciano Gualberto 403
Sala 24, Prédio das Letras
Fone: 11- 3091-4298
e-mail: biarm@usp.br

Linha de pesquisa, grupos e projetos: 

Linhas de Pesquisa

Análises dos sistemas fonético e fonológico

A linguística e sua interface com outras ciências
 

Grupos de Pesquisa

Laboratório de Fonética THM (Theodoro Henrique Maurer)

Grupo de Estudos em Fonética (GEF)

 

Áreas de pesquisa de interesse

Fonética e Fonologia, Ciências da Cognição e Linguagem e Interfaces

Ainda que “linguagem” seja um termo muito abrangente e inclusive cause discussões conceituais quando se trata de falar de “linguagem” nas demais áreas do saber (sendo a linguística quem melhor definiu o termo até agora), mostra-se um termo adequado para nomear uma área de pesquisa ou de conhecimento a partir da área “linguística”. O termo interfaces também é muito geral, e pode, à primeira vista, parecer vago, mas funciona bem como um termo guarda-chuva para estudos interdisciplinares, como são os estudos em cognição humana e mais especificamente aqueles da cognição musical e linguística.

 

Publicações: 

Artigos completos publicados em periódicos

1. RAPOSO de MEDEIROS, B. . Uma proposta sobre a coda do português brasileiro a partir da fonologia gestual, com foco especial na nasal. Revista da ABRALIN, v. XI, p. 89-137, 2012.

2. RAPOSO de MEDEIROS, B. . Pistas de competência cancional na entoação da canção. Cognição & Artes Musicais, v. 4, p. 3-9, 2010.

3. PERES, D. ; FERREIRA NETO, W. ; RAPOSO de MEDEIROS, B. . O papel do estímulo visual na percepção da prosódia: um estudo experimental. Revista Virtual de Estudos da Linguagem, v. 8, p. 256-269, 2010.

4. RAPOSO de MEDEIROS, B. Ritmo na língua e na música: o elo possível. Música em Perspectiva, v. 2, p. 45-63, 2009.

5. RAPOSO de MEDEIROS, B. ; D'IMPERIO ; ESPESSER, R. . O apêndice nasal: dados aerodinâmicos e duracionais. Revista do GEL (Araraquara), v. 5, p. 123-138, 2008.

6. RAPOSO de MEDEIROS, B. . Vogais nasais do português brasileiro: reflexões preliminares. Revista de Letras (Curitiba. 1996), v. 72, p. 165-188, 2007.

7. RAPOSO de MEDEIROS, B. ; DEMOLIN, Didier . Vogais nasais do português brasileiro: um estudo de IRM. Revista da ABRALIN, v. V, p. 131-142, 2006.

8. RAPOSO de MEDEIROS, B. . O português brasileiro e a pronúncia do canto erudito: reflexões preliminares. ARTEunesp, São Paulo, v. 1, n.16, p. 11-240, 2003.

9. RAPOSO de MEDEIROS, B. ; MAKINO, Marta . Padrões de pitch em palavras em sentenças com foco em português brasileiro. Estudos Linguisticos XXX CD Rom, 2001.

10. RAPOSO de MEDEIROS, B. . Estudo preliminar das vogais cantadas no português brasileiro. Estudos Linguísticos XXIX, Bauru, p. 657, 2000.

 

Capítulos de livros publicados

1. SILVA, Adelaide ; RAPOSO de MEDEIROS, B. . Fonologia articulatória: novas respostas para velhos problemas. In: César Reis. (Org.). Fonética e Fonologia:IX Congresso Nacional e III Congresso Internacional. Belo Horizonte: Faculdade de Letras, 2007, v. 1, p. 1-15.

2. RAPOSO de MEDEIROS, B. . Em busca do som perdido: o que há entre a Lingüística e a Música. In: Beatriz Senoi Ilari. (Org.). Em busca da mente musical. 1ed.Curitiba: Editora da UFPR, 2006, v. 1, p. 1-451.

 

Trabalhos completos publicados em anais de congressos

1. RAPOSO de MEDEIROS, B. Towards a Musical Gesture in the Perspective of Music as a Dynamical System. In: 12th International Conference on Music Perception and Cognition, 2012, Thessaloniki. Proceedings of the 12th International Conference on Music Perception and Cognition, 2012. v. 1. p. 843-847.

2. SANTOS, C. A. ; RAPOSO de MEDEIROS, B. ; Pessotti, A. . Para medir a sincronização de dois cantores: o caso da bossa-nova. In: VI Simpósio Internacional de Cognição e Artes Musicais, 2011, Brasília. Anais do VII SIMCAM, 2011. p. 143-148.

3. RAPOSO DE MEDEIROS, B. R. Nasal Coda and Vowel Nasality in Brazilian Portuguese. In: Laboratory Approaches to Romance Phonology (LARP), 2011, Provo. Selected Proceedings of the 5th Conference on Laboratory Approaches to Romance Phonology. Somerville, MA, USA: Cascadilla Proceedings Project, 2010. p. 33-45.
(Fonte: http://ojs.c3sl.ufpr.br/ojs/index.php/musica/article/view/19528)

4. OLIVEIRA, A. ; RAPOSO de MEDEIROS, B. . Aspectos prosódicos de quatro emoções na voz falada. In: Simpósio de cognição e Artes Musicais (SIMCAM), 2010, Rio de Janeiro. Anais do VI Simpósio de Cognição e Artes Musicais. Rio de Janeiro: Programa de Pós-Graduação em Música, 2010. v. 1. p. 292-300.

5. SANTOS, C. A. ; RAPOSO de MEDEIROS, B. . Interação entre ritmo linguístico e ritmo musical no contexto da canção. In: Simpósio de cognição e Artes Musicais (SIMCAM), 2010, Rio de Janeiro. Anais do VI Simpósio de Cognição e Artes Musicais. Rio de Janeiro: Programa de Pós-Graduação em Música, 2010. v. 1. p. 279-291.

6. RAPOSO de MEDEIROS, B. ; D'IMPERIO ; ESPESSER, R. . La voyelle nasale en portugais brésilien et son appendice nasal: étude acoustique et aérodynamique. In: Journées d'Etude sur la Parole, 2008, Avignon. Actes des XXVIIes Journées d'Etude sur la Parole. Avignon: Editions Universitaires d'Avignon, 2008. p. 285-288.

7. RAPOSO de MEDEIROS, B. . Aspectos entoacionais da canção e o saber-fazer cancional. In: III Simpósio de Cognição e Artes Musicais, 2007, Salvador. Anais do III Simpósio de Cognição e Artes Musicais. Salvador, 2007. v. 3. p. 395-402.

8. RAPOSO de MEDEIROS, B. . Um panorama de estudos comparativos entre fala e canto. In: I Encontro Nacional de Cognição e Artes Musicais, 2006, Curitiba. Anais do I Encontro Nacional de Cognição e Artes Musicais. Curitiba: Editora do Departamento de Artes da Universidade Federal do Paraná, 2006. v. 1. p. 93-99.

9. RAPOSO de MEDEIROS, B. . A questão da relação entre fala e canto e a coordenação dos gestos. In: II Congresso Internacional da Abralin, 2001, Fortaleza. Boletim da Associação Brasileira de Linguística, 2001. v. 26. p. 666-668.

10. RAPOSO de MEDEIROS, B. . Léxico inadequado em produção escrita na escola. In: Gel Grupo de Estudos Lingüísticos do Estado de São Paulo, 1988, Taubaté. XXXV Gel Caderno de Resumos, 1988. v. 17. p. 496-504.