Brasil em crise: desafios semióticos

"As crises não são novidade para os brasileiros, nascidos e criados em um país onde, ao longo da história, elas são mais frequentes do que os períodos de prosperidade, democracia e avanço social. Imersos, hoje, em mais uma aguda crise, cabe a nós, como estudiosos da linguagem, procurar compreender suas propriedades discursivas, ampla tarefa que envolve, mais além, o conjunto das humanidades em seu dever de avaliação crítica do presente, tendo em mira sua transformação. Dentro desse debate, as comunicações desta mesa-redonda, embasadas na Semiótica discursiva, abordarão discursos – desde testemunhos escritos dos anos de chumbo até a polêmica entre os discursos de órgãos governamentais e de associações científicas, passando pela comunicação nas mídias sociais onde hoje se banalizam até as práticas mais desumanas – que documentam duas crises de nossa história recente, a do regime de 1964 e a de agora, naquilo que têm de comum e de singular, sobre o pano de fundo de uma disputa de valores cada vez mais acirrada. Em meio à violência dos embates, uma metodologia de análise dos textos e discursos, como a da Semiótica, pode contribuir para lançar alguma luz nesse terreno hoje tão enviesado pelas adesões e exclusões irrefletidas".

É esse o tema da mesa-redonda online promovida pela ABRALIN e mediada pelo professor Ivã Carlos Lopes, com participação de Regina Souza Gomes (UFRJ), Mariana Luz Pessoa de Barros (UFSCar) e Luiza Helena Oliveira da Silva (UFT), 

Partipante(s)
Ivã Carlos Lopes
Data
Qua, 24/06/2020 - 19:00
Cartaz