Iniciação Científica

Durante a graduação, o aluno que deseja se preparar para a carreira acadêmica pode ser guiado por um professor orientador a fim de se aprofundar numa área da Linguística. Com a ajuda dele, o aluno pode escrever um projeto de pesquisa e obter uma bolsa de iniciação científica. Agências como FAPESP, CAPES, CNPq e as próprias FFLCH e Pró-Reitoria de Graduação selecionam e financiam bolsistas de Iniciação Científica.

Todos os professores do departamento dão aulas na Graduação e quase todos têm orientandos de Iniciação Científica inseridos em seus grupos de pesquisa atuais. Os projetos de pesquisa dos docentes envolvem, sempre que possível, estudantes de Graduação, com ou sem bolsa. Dessa forma, os graduandos mais talentosos e com vocação para a pesquisa vão aprimorando sua formação com vistas ao mestrado e ao doutorado, a partir de estágios de Iniciação Científica (PIBIC) e também de estágios inseridos em programas especiais da USP (Ensinar com Pesquisa, Aprender com Cultura e Extensão). Todos os eventos (palestras, seminários, cursos de extensão, minicursos, etc.) realizados pela Pós-graduação são abertos e vêm recebendo número cada vez mais expressivo de alunos da Graduação, não só os provenientes do Bacharelado em Linguística, como dos demais cursos de Letras.

A produção dos alunos de IC encontra espaço para o debate no SIICUSP (Simpósio Internacional de Iniciação Científica da Universidade de São Paulo); no próprio Programa de Pós, já que o ENAPOL (Encontro dos Alunos de Pós-Graduação em Linguística) recentemente criou uma sessão de painéis exclusiva para esses jovens pesquisadores; nos Mini-Enapol; nas Tardes de Linguística (com pesquisadores de outras IES nacionais convidados), além dos eventos especialmente voltados para os projetos em andamento nas nossas dez linhas de pesquisa. Inseridos neste cotidiano dinâmico, os alunos têm conseguido desenvolver-se globalmente. Esse desenvolvimento tem resultado na elaboração de bons trabalhos de conclusão.

Para maiores informações sobre a iniciação científica com ou sem bolsa de estudos, visite a página da Comissão de Pesquisa da FFLCH/USP.