Convênios vigentes

O Programa toma parte, desde sua constituição, em importantes intercâmbios e parcerias institucionais, tanto em âmbito nacional, quanto internacional. No correr dos anos, tais trocas vêm sempre aumentando. Desse incremento dos contatos, acabam se beneficiando não só o Programa da USP, mas, da mesma forma, vários outros Programas e grupos de pesquisa com os quais costumamos cooperar. Assim, por exemplo, quando da visita de colegas estrangeiros, muitas vezes aproveita-se a presença do pesquisador em território brasileiro para, após a intervenção em São Paulo, um périplo por outras cidades onde também existam centros de investigação na área pertinente; nessas idas e vindas, vão-se estreitando os laços entre equipes de múltiplas universidades, o que é proveitoso para todos. Em 2019, à parte o DINTER já em andamento com a UESPI-Teresina (desde janeiro desse ano – ver a seção SOLIDARIEDADE, NUCLEAÇÃO, VISIBILIDADE), destacam-se as seguintes cooperações consolidadas e em andamento:

I. INTERCÂMBIOS NACIONAIS
  • A Profa. Dra. Beatriz Raposo de Medeiros participa do Convênio de cooperação entre o povo Paiter Suruí e a Universidade Estadual de Campinas (Grupo de Pesquisa Multilinguismo e Multiculturalismo no Mundo Digital - Centro de Lógica, Epistemologia e História da Ciência). Trata-se de um acordo que teve início em junho de 2016 e cuja vigência é de 5 anos. Essa cooperação visa o intercâmbio de conhecimentos entre docentes e pesquisadores não-indígenas de várias universidades brasileiras, por um lado, e, por outro, os indígenas Paiter-Suruí; efetua-se sob a forma de oficinas realizadas no território indígena, a fim de que sirvam de base para a Universidade Indígena Soeitxawê. Tem como horizonte o objetivo de lançar os alicerces para o desenvolvimento de ensino superior junto a sociedades indígenas. Entre as universidades brasileiras está a USP, representada pela professora Beatriz Raposo como co-coordenadora do projeto da universidade indígena. Oito oficinas foram realizadas até o presente momento, oferecendo temáticas que vão desde o multilinguismo até a biologia nos contextos da sabedoria do povo originário, passando pela expressão oral dessas comunidades. Em 2019, a Profa. Dra. Beatriz Raposo de Medeiros, além da participação mensal nas reuniões do projeto, também foi a responsável pela organização da “Oficina de Educação”, ministrada pelas Profas. Dras. Carolina Tamayo Osorio, Jackeline Mendes, Alexandrina Monteiro. Ainda em 2019, a professora Beatriz, como uma das organizadoras, foi membro do comitê científico do evento II Soeitxaue, II Congresso Internacional de Pesquisa Científica na Amazônia.
    ​​​​​​
II. INTERCÂMBIOS INTERNACIONAIS
  • ​​​​​​​Convênio com o Laboratoire d’Histoire et d’Épistémologie des Sciences du Langage, na Universidade de Paris Diderot (Paris 7, França). O objetivo do convênio é fomentar o intercâmbio acadêmico, o que vem acontecendo nos últimos 15 anos.

       Participante do Programa: Diana Luz Pessoa de Barros.

       Participantes externos: Sylvie Archaimbault e Émile Aussant.

 

  • Convênio com a Universidad del País Vasco/ Euskal Herriko Universitsitatea (Espanha). O convênio tem por objetivo promover pesquisas conjuntas sobre temas de interesse comum, organização de seminários, workshops ou outras reuniões acadêmicas, intercâmbio de material acadêmico e científico e intercâmbio de professores e alunos de pós-graduação.

       Participantes do Programa: Raquel Santana Santos e Jairo Morais Nunes.

       Participantes externos: Myriam Uribe-Echebarria e Vidal Valmala.

 

  • Convênio com o Instituto Statale per Sordi di Roma (Itália). O objetivo do convênio é promover intercâmbio de docentes e alunos, elaboração de eventos e ampliar as redes de colaboração de pesquisa na Graduação e na Pós-Graduação.

       Participante do Programa: Felipe Venâncio Barbosa.

       Participantes externos: Maria Tagarelli de Monte.

 

  • Convênio com projeto inter-universidades: Universidade de Copenhague (Dinamarca), Universidade de Witwatersrand (África do Sul) e Universidade de São Paulo. Projeto: "Network on gender, language and sexuality in a global materiality perspective". O principal objetivo do Network é discutir as intersecções entre gênero/sexualidade, raça e classe social, com interesse especial em questões de linguagem e através da ótica cultural e sociolinguística de três contextos amplamente distintos entre si: África do Sul, Brasil e Dinamarca.

       Participante do Programa: Ronald Beline Mendes.

       Participantes externos: Marie Maegaard, Kristine Khøler Mortensen, Tommaso Milani.

 

  • Convênio CAPES-NUFFIC (Holanda). O convênio busca promover o intercâmbio acadêmico entre pesquisadores brasileiros e holandeses. Projeto: “Os efeitos da modificação na referencialidade”.

       Participante do Programa: Ana Lúcia de Paula Muller.

       Participantes externos: Maria José Foltran (Universidade Federal do Paraná), Henriëtte De Swart (Utrecht Universiteit), Roberta Pires de Oliveira (UFSC/UFPR), Maria Cristina Figueiredo (UFPR), Jenny Doetjes (Leiden Universiteit).

 

  • Convênio com o Centre de Recherches Sémiotiques, nas Universidades de Paris e Limoges (França). O objetivo do convênio é fomentar o intercâmbio acadêmico, que ocorre desde os anos 70. Destaque-se no quadriênio o projeto "Interações de risco e tensões do afeto" a respeito das convergências entre a semiótica tensiva e a sociossemiótica, da professora Norma Discini, em parceria com o professor Eric Landowski, que envolveu missões de pesquisa junto à Université de Limoges, com apoio da FAPESP.

       Participantes do Programa: Diana Luz Pessoa de Barros e Norma Discini.

       Participantes externos: Jacques Fontanille, Denis Bertrand, Anne Hénault, Eric Landowski e Maria Giulia Dondero.

 

  • Convênio com o Centro de Estudos Brasileiros, na Universidade de Vigo (Espanha). O objetivo do convênio é ampliar as redes de colaboração de pesquisa na graduação e na pós-graduação, com especial atenção aos estudos que priorizem abordagens comparatistas nas diversas áreas das humanidades.

       Participante do Programa: Maria Cristina Altman

       Participante externo: Prof. Joaquim Sueiro Justel.

 

  • Convênio com a Universität Bayreuth (Alemanha). O convênio busca promover o intercâmbio de alunos e professores, com o objetivo específico de permitir a dupla titulação de doutores.

       Participante do Programa: Margarida Maria Taddoni Petter.

       Participante externo: Manfred von Roncador.

 

  • Convênio com a equipe de Semiótica e Retórica da Faculté de Philosophie et Lettres, Université de Liège (Bélgica). Com uma rica trajetória iniciada em 2009, destacam-se do convênio o acordo binacional, com financiamento WBI-CAPES, entre os semioticistas do Programa e os de Liège, os estágios de doutorandos em sanduíche (em ambas as direções e não somente do Brasil para a Bélgica), as jornadas de pesquisa conjunta das equipes, as frequentes apresentações de comunicações e palestras cá e lá, sem esquecer as publicações em veículos tais como a revista de Liège SIGNATA - Annales des Sémiotiques / Annals of Semiotics, por uma parte, e Estudos Semióticos, do nosso Programa, pela outra. Nos tempos mais recentes, devemos mencionar a coorientação de 2 doutorandos e o projeto “Énonciation e syncrétisme” sobre a linguagem verbo-visual na perspectiva do sensível nos estudos semióticos.

       Participantes do Programa: Ivã Lopes, Waldir Beividas, Diana Luz Pessoa de Barros e Norma Discini.

       Participantes externos: Sémir Badir, Maria Giulia Dondero, François Provenzano, Jean-Marie Klinkenberg.

 

  • Convênio com a Universidad Nacional Autónoma de México (México). O convênio está voltado para a mobilidade de egressos da graduação, com vistas ao seu aprimoramento como potenciais participantes de programas de pós-graduação da Universidad Nacional Autónoma de México.

       Participante do Programa: Olga Coelho Sansone.

       Participante externo: Ramón Arzápalo.

 

  • Convênio com a Universidade de Trás os Montes e Alto Douro (Portugal). O convênio tem por objetivo promover o intercâmbio acadêmico entre pesquisadores das duas instituições. Projeto “Documentação linguística do contexto transatlântico: contextualização, edição e análises”.

       Participante do Programa: Olga Coelho.

       Participante externo: Manuel Gonçalo Fernandes.

 

  • Convênio com a Vrije Universiteit Amsterdam (Holanda). O convênio tem por objetivo promover a cooperação acadêmica entre os Departamentos de Linguística das duas universidades. Dentre as atividades do convênio no quadriênio, destaca-se a participação do Prof. Dr.  Leo Wetzels em uma banca de doutorado de um orientando da professora Raquel Santana Santos em 2019.

       Participantes do Programa: Raquel Santana Santos e Jairo Nunes.

       Participante externo: Leo Wetzels.

 

  • Convênio com a Universidade de Groningen (Holanda).​​​​​​​ O convênio tem por objetivo dar suporte ao trabalho de campo em sintaxe sobre a língua indígena Panará, da família Jê, realizado por Bernat Bardagil.

       Participante do Programa: Luciana Raccanello Storto.

 

  • Convênio com a Universidade de Berkeley (EUA). O convênio tem por objetivo trabalho de campo sobre as línguas indígenas Mebengokre e Panará, ambas da família Jê.

       Participante do Programa: Luciana Raccanello Storto.

       Participante externo: Myriam Lapierre.


Tais parcerias, estabelecidas em todas as subáreas do Programa, têm sido produtivas para o fortalecimento da pesquisa científica qualificada aqui concebida e realizada, sempre em sintonia com a investigação dos colegas de outras latitudes.