Waldir Beividas

Atuação Profissional: 

É Professor Doutor no Departamento de Linguística na Universidade de São Paulo, atuando nos cursos de graduação e pós-graduação. Orienta pesquisas em nível de Iniciação Científica, Mestrado e Doutorado. Leciona na graduação as disciplinas Elementos de Linguística I e II, além de disciplinas relacionas à Semiótica na graduação e na pós.

Formação Acadêmica: 

Possui graduação em Línguas Neo Latinas Português e Francês pelo Centro Universitário Fundação Santo André (1973), mestrado em Letras: Lingüística, pela Universidade de São Paulo (1983) e doutorado em Semiótica e Lingüística Geral pela Universidade de São Paulo (1992). Obteve Pós-doutoramento na EHESS -Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales (Paris-França) em 1999.

 

Pós-Doutorado (1998 - 1999).
Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales, EHESS, França.
Especialidade: Semiótica

Doutorado em Lingüística (1985 - 1991).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.

Mestrado em Lingüística (1983).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.

Graduação em Línguas Neo Latinas Português e Francês (1970 - 1973).
Centro Universitário Fundação Santo André, FSA, Brasil.

Contato: 

Endereço acadêmico
Av. Professor Luciano Gualberto 403
Prédio das Letras
Fone: 11- 3091-4298
e-mail: waldirbeividas@gmail.com

Linha de pesquisa, grupos e projetos: 

Análise dos discursos e dos textos verbais expressos na modalidade oral e escrita, e dos textos não verbais

 

Linha de pesquisa: 

Atualmente, trabalha nos seguintes projetos de pesquisa:

2007 a 2009 - REFLEXÕES SOBRE O CONCEITO DE IMANÊNCIA EM SEMIÓTICA. POR UMA EPISTEMOLOGIA DISCURSIVA

Descrição: (a) examinar o modo como o conceito de imanência se erigiu e instalou no interior do campo lingüístico, primeiramente (Saussure, via Hjelmslev), e semiótico, em seguida (Greimas e discípulos). A hipótese de partida da pesquisa se funda em alguns indícios a permitirem entender que o alcance e a economia de tal conceito ainda não foram de todo aquilatados e explorados pela teoria semiótica. A força conceptual da imanência parece abranger questões que ficaram deficitárias, a meu ver, no andamento que a teoria semiótica teve até aqui. De modo que o objetivo dessa primeira tarefa é rever, recolher, resgatar determinadas linhas de força para (b), segundo movimento, explorar potencialidades que permaneceram um tanto ocultas, dentre as que remanesceram espalhadas e parcialmente difusas nos vários textos, quanto ao conceito em foco. Segundo a hipótese de trabalho, a ser melhor especificada em item concernente adiante, a potencialidade do conceito de imanência é capaz de delinear as condições e o estatuto de uma epistemologia discursiva.

2007 a Atual - A imanência da linguagem no inconsciente. Psicanálise e semióica do Discurso. Estudos de Interface

Descrição: Este novo projeto de pesquisa, diagramado para o período dos próximos três anos, dá continuidade à pesquisa anterior Psicanálise do sentido. Estudo interdisciplinar : Psicanálise e Semiótica cujo período se encerra em fevereiro-2007. Tal como o anterior, situa-se no âmbito e em progressão à linha de pesquisa O homem e sua subjetividade no limiar do século XXI. Estudo interdisciplinar entre Psicanálise e Semiótica , que venho desenvolvendo desde o início do ingresso ao sistema de bolsas de produtividade no CNPq, em 2000. O vetor dessa continuidade, para o próximo período trienal, não é o de um alargamento horizontal do campo de comparações e confrontações entre conceitos e métodos de análise/escuta, mas o de aprofundamento vertical, em nível epistemológico, da argumentação em prol das teses freudianas e lacanianas quanto à fundação da linguagem no regime do inconsciente argumento que venho procurando defender no quadro atual do campo psicanalítico, frente às reflexões contemporâneas das ciências mais próximas, vizinhas ou rivais, respectivamente, as teorias do discurso (semiótica), de um lado, e as ciências neurofisiológicas, de outro..
O homem e sua subjetividade no limiar do século XXI. Estudo interdisciplinar entre a Psicanálise e a Semiótica

Publicações: 

Artigos completos publicados em periódicos

1. BEIVIDAS, W. ; LOPES, I. C. (2009) Argumentação e persuasão. Tensão entre crer e saber. Alfa – Revista de Linguística Vol. 53 n. 2. Araraquara: UNESP, p. 443-455. Download

2. BEIVIDAS, W. ; RAVANELLO, T. (2009) A linguagem como alternativa ao aspecto quantitativo em psicanálise. Psicologia e Sociedade. [online]. 2009, vol.21, n.spe, pp. 82-88. ISSN 0102-7182. doi: 10.1590/S0102-71822009000400013 Download

3. BEIVIDAS, W. . Reflexões sobre o conceito de imanência em semiótica. Por uma epistemologia discursiva. CASA. Cadernos de Semiótica Aplicada, v. 6, p. 1-13, 2008.Download

4. LOPES, Ivã Carlos ; BEIVIDAS, W. . Veridicção, Persuasão, Argumentação:Notas numa perspectiva semiótica. Todas as letras. Revista de Língua e literatura, v. 9, p. 32-41, 2007. Download

5. BEIVIDAS, W. . Sémiotique du discours onirique. Le rêve de Freud . Langage et Inconscient, Paris - França, v. 2, p. 09-29, 2006. Download Download texto em Português

6. BEIVIDAS, W. ; RAVANELLO, Tiago . Identidade e Identificação: entre semiótica e psicanálise. Alfa-Revista de Linguística (ILCSE/UNESP), v. 50, p. 129-144, 2006. Download

7. BEIVIDAS, W. . Pulsão, afeto e paixão. Psicanálise e Semiótica. Psicologia em Estudo, v. 11, p. 393-400, 2006. Download

8. BEIVIDAS, W. . Psicanálise do sentido. Semiótica do inconsciente. Pulsional. Revista de Psicanálise (São Paulo), São Paulo, v. 184, n. Ano XVIII, p. 16-27, 2005. Download

9. BEIVIDAS, W. . O imaginário humano: entre a semiótica e a psicanálise. CASA. Cadernos de Semiótica Aplicada, UNESP - Araraquara São Paulo, v. 3, n. 1, p. 1-12, 2005. Download

10. BEIVIDAS, W. ; LOPES, M. . Psicanálise e lingüística: uma relação "mal começada". Pulsional. Revista de Psicanálise (São Paulo), São Paulo, v. 177, n. XVI, p. 28-42, 2004.Download

11. BEIVIDAS, W. . O lugar de uma teoria do discurso na psicanálise (ou: um recado de Lacan). CASA. Cadernos de Semiótica Aplicada, Araraquara - São Paulo, v. 2, n. 2, p. 1-6, 2004. Download

12. BEIVIDAS, W. . Psicanálise, Lingüística e Semiótica: do sentido ao corpo. Psicanalítica A Revista da Sprj, Rio de Janeiro, v. III, n. 1, p. 24-47, 2002. Download

13. BEIVIDAS, W. . O Excesso de Transferência Na Pesquisa Em Psicanálise. Psicologia, Reflexão e Crítica, Rio Grande do Sul : UFRGS, v. 12, n. 3, p. 661-679, 1999. Download

14. BEIVIDAS, W. . Teoria da paixão: metapsicologia e semiótica. In: CFCH- UFRJ. (Org.). Tecendo Saberes - Jornadas de Pesquisadores em Ciências Humanas. 1 ed. RIO DE JANEIRO: CFCH- UFRJ - Microservice, 2000, v. 1 Download

15. BEIVIDAS, W. . Pesquisa e Transferência Em Psicanálise. Lugar Sem Excessos . Psicologia. Reflexão e Crítica, Rio Grande do Sul: UFRGS, v. 12, n. 3, p. 789-796, 1999. Download

16. BEIVIDAS, W. . Psicanálise: Entre Ciência e Mito. In: Fausto Neto, A.M.G.. (Org.). TECENDO SABERES. 1 ed. RIO DE JANEIRO: DIADORIM/UFRJ/CFCH, 1994, v. 1, p. 415-435. Download

 

Livros publicados/organizados ou edições

1.BEIVIDAS, W. (2009) Inconsciente & Sentido. Ensaios de Interface: Psicanálise, Linguística, Semiótica. São Paulo, AnnaBlume, 194 p. Download

2. BEIVIDAS, W. . Semióticas sincréticas (o cinema). Posições. 1. ed. Rio de Janeiro: Edição particular on line, 2006. v. 1. 131 p.Download

3. BEIVIDAS, W. (Org.) . Psicanálise, pesquisa e universidade. 1. ed. Rio de Janeiro: Contra-Capa, 2002. v. 1. 168 p.

4. BEIVIDAS, W.. Inconsciente et verbum. Psicanálise, Semiótica, Ciência, Estrutura. 2. ed. São Paulo: Humanitas - FFLCH, 2002. v. 1. 394 p. Download

5. BEIVIDAS, W. . Inconsciente et Verbum: Psicanálise, Semiótica, Ciência, Estrutura. 1. ed. SÃO PAULO:: HUMANITAS - USP, 2000. v. 1. 394 p p.