Pular para o conteúdo principal

Horário de Funcionamento da Secretaria do Departamento de Linguística: das 8h às 21h.
Telefones: (11) 3091.4298 (Graduação) - (11) 3091.4586 (Pós-Graduação).

Disciplinas do 2º Semestre de 2014

Notícias


A revista on-line Estudos Semióticos, publicação semestral do Programa de Pós-Graduação em Semiótica e Linguística Geral da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, comunica que está recebendo artigos e resenhas para o volume 10, a ser editado em dois números no ano de 2014.

ver

Eventos

Sala 260

Alguns estudos defendem que as diferenças no português falado no Brasil devidas a variedades geográficas são pequenas. Embora isso seja verdadeiro para a ´fala educada´ (´fala culta´ ou ´norma culta´) nas grandes cidades, há variedades linguísticas rurais que são consideravelmente diferentes na norma oficial, tanto em termos de gramática como de estrutura sonora. O professor trará resultados então de pesquisas relacionadas ao projeto do qual faz parte Phonological Variation in Northeastern Brazil. A Comparative Structural and Sociophonological Study of the Rural Variety of Tejucupapo and the Urban Variety of Recife (com Stella Telles (UFPE), Dermeval da Hora (UFP), and Frans Hinskens, Meertens/VU Amsterdam), que tem 3 objetivos principais:

Leia Mais...

SALA 262

O linguista Pascal Amsili proferirá uma palestra no dia 29 de outubro de 2014, às 14 :00h.

A palestra é promovida pelo Depto. de Linguísta da USP. Pascal Amsili é docente e pesquisador do Departamento de Linguística da Université Paris Diderot (Paris 7)  e do Laboratoire de Linguistique Formelle (CNRS-Paris 7). Trabalha nas áreas de semântica formal e computacional das línguas naturais. Em particular, Pascal Amsili tem trabalhado sobre o tratamento computacional e formal da alternância subjuntivo/indicativo; da resolução da referência das anáforas abstratas; e da identificação de pressuposições.


Towards a multifactorial analysis of French Subjunctive

This work is concerned with the alternance between indicative and subjunctive mood in French, mainly in the specific cases of opinion verbs under negation. We present an experiment of induced production that shows that the subjunctive mood is productive in contemporary French, and gives insights on the distribution of the two modes. The work is also a plea in favor of a multifactoral analysis of this alternance and proposes as a starting point a series of factors that seem to be relevant, the respective influence of them remaining to be evaluated.

Leia Mais...