África e Brasil: Contatos Linguísticos

O professor Alexander Yao Cobbinah participou do ciclo de mesas-redondas e conferências ABRALIN ao vivo, contribuindo com a mesa sobre Contato Linguística entre África e Brasil, composta ainda por Ana Lívia Agostinho (UFSC), Dante Lucchesi (UFBA) e Luana Lamberti Nunes (OSU):

"Os estudos crioulos no Brasil constituem um tópico recente e que foi ignorado na literatura da linguística brasileira pela maior parte da sua história (Guy 2005). Teorias que investigam as origens do português brasileiro, considerando a influência das línguas africanas como sua parte constitutiva são escassas ainda hoje. O trabalho de Scherre e Naro (2007), por exemplo, propõe a “hipótese da deriva”, na qual os autores desconsideram qualquer tipo de influência africana na formação do português brasileiro, ao afirmar que essa variedade seria uma continuação natural do português europeu.
Esta posição não é popular nos estudos crioulos atuais no Brasil, e além disso, autores no campo formularam algumas ideias para entender o porquê de este tipo de hipótese existir no nosso país, e também para entender as razões da negligência do tema em geral. Neves (2019) ao discutir esta questão fala da “lacuna da observação” proposta por Baxter em 2016, na qual este autor diz que as orientações sociopolíticas ou culturais dos estudiosos na área e a falta de interesse ou conhecimento no campo que teriam levado a esta lacuna de estudos sobre a influência das línguas africanas no português brasileiro. Além disso, estudos sobre os crioulos de base portuguesa e línguas africanas também não são comuns no Brasil, de uma maneira geral.
Por fim, tomando-se em conta os fatos referidos, esta mesa propõe convidar especialistas que constituem exceções na linguística brasileira, para discutir questões relacionadas: a formação do português brasileiro a partir de um viés africanista, ao status mais atual do português afro-brasileiro falado em uma comunidade quilombola, e também sobre uma série contatos linguísticos entre línguas africanas e o português na África. Esta mesa tem intuito de avançar os estudos crioulos no Brasil e trazer esta discussão para o evento Abralin Ao Vivo, que também pouco explorou estas questões em suas últimas mesas-redondas"

Partipante(s)
Alexander Yao Cobbinah
Data
Sáb, 11/07/2020 - 19:00
Cartaz