Colóquio Caminhos Contemporâneos da Semiótica Visual

Cartaz
Cartaz

A Semiótica Visual teve no atelier de Semiótica Visual do Grupo de Pesquisas Semio-linguísticas, em Paris, e no Grupo µ, em Liège, as fontes destinadoras para a implantação de projetos teóricos sobre as linguagens não-verbais. De forma coletiva, produziu-se os fundamentos de nossas investigações: Barros, Édeline, Floch, Klinkenberg, Vergniaud, Thürlemann entre outros, trouxeram contribuições que impactaram a reflexão sobre “o visual” até os dias atuais. A prática de grupo que marcou o início das investigações mudou, porque a sociedade mudou. Individualizaram-se – ainda mais - as relações humanas e consequentemente a prática científica. Os autores ganharam maior destaque e os grupos fragmentaram-se, mesmo com o Grupo µ em atividade. No Brasil, vimos grandes professores-pesquisadores levarem adiante o projeto de uma Semiótica Visual, o que favoreceu sua divulgação e a formação de novas gerações de semioticistas que escolheram a plasticidade como objeto de estudo. Assim, chegamos atualmente a uma quantidade significativa de trabalhos. Esse cenário propiciou a concepção do Colóquio “Caminhos contemporâneos da Semiótica Visual”, que tem como um de seus objetivos a retomada do caráter coletivo das reflexões, criando possibilidades para a formação de novos grupos.

Inscrições para ouvintes.

Programação.

Caderno de resumos.

Apoio

Grupo de Estudos Semióticos (GESUSP)

Grupo de Estudos de Poéticas Experimentais (GEPOEX)

Contato

coloquio.semioticavisual@gmail.com

Local
São Paulo, SP. USP, Campus Cidade Universitária, Prédio de Letras, Sala 266
Data de Início
Data de Término
Professor Responsável
Antonio Vicente Seraphim Pietroforte